♡ Marie e eu

Perdi 2 cachorros em 2010. Na verdade, não eram meus; eram do marido e continuaram morando na casa dos pais dele quando ele veio morar comigo.
De qualquer forma, era como se fossem meus. Sentia o mesmo amor que um dono sente e a morte de cada um foi muito, muito sofrida.

Lembro da 1ª vez que perdi um cachorro; cachorra, no caso. Eu jurei pra mim mesma que nunca mais teria outro porque a dor da perda é avassaladora. Claro que não cumpri a promessa e, com o tempo, aprendi que o fim da vida faz parte da própria vida e que essa dor é, sim, imensa; mas muito menor do que a felicidade inexplicável que é ter um cachorro.

Há 3 anos, tenho a Marie e todos (to-dos) os dia durmo e acordo com um sorriso no rosto por causa dela. Quem me conhece sabe que sou louca por bichos e a promessa que fiz quando a Baby morreu nunca vai ser cumprida.

Dito isso, começo hoje uma sessão colaborativa: Marie e eu (sim, do Marley e eu).
Então, se você tem/teve um bicho que ama muito e quer participar, me manda uma foto (que pode vir acompanhada de algum texto) que mostre esse amor entre vocês!
> singularesperolas@globomail.com

Anúncios